terça-feira, 31 de maio de 2011

Enchentée, cloisonné!

Conhecida como cloisonné, a técnica de esmaltação de objetos está presente na arte há muitos e muitos anos na história da humanidade. Embutindo materiais coloridos sobre uma base, e fixando com fio de metal, egípcios e gregos utilizavam esse método chinês no século XIII a.C. para confecção de móveis, vasos, pratos, painéis e belíssimas jóias também.


O processo, que exige muita precisão e criatividade, é mais ou menos assim: tiras de metal modelado super finas são coladas sobre uma superfície de esmalte, delineando os traços em relevo e formando delicados desenhos. Os espaços vazados que se formam entre esses desenhos - chamados de cloisons - são preenchidos por uma pasta de esmalte vitrificado e depois levados ao forno. Esse processo se repete inúmeras vezes, até que cada espaçozinho esteja preenchido, depois disso só vem o polimento e voilà!

Na joalheria tudo é feito em ouro e prata. Já em peças decorativas e bijouterias é mais comum fios de cobre, aplicados sobre vidro, porcelana, metais e até madeira, que mais tarde são banhados em ouro e prata para que fiquem com mais brilho e mais bonitos.

terça-feira, 3 de maio de 2011